Essa Porra de Vida

Menos política, mais beijo e abraço

Em meio ao turbilhão que o país virou, consegui de alguma forma manter a sanidade, o que sabemos não é tarefa fácil. Minha semana começou com um leve mal estar … Continuar lendo

março 25, 2016 · 2 Comentários

Precisamos falar sobre o Brasil (ou: Quando eu quis ser Kafka).

Minha vontade é ser Kafka. Eu sei, quero pouco, mas por hora ser Kafka me basta. Em seus diários ele diz: Hoje a Alemanha declarou guerra à Rússia. À tarde … Continuar lendo

março 17, 2016 · Deixe um comentário

Porque eu não me mato

“Almas despedaçadas, unam-se. Nós temos a nós mesmos esta noite.” – Pearl Jam, Leash. Porque eu não me mato? É assim que Camus começa sua obra, O Mito de Sísifo.  … Continuar lendo

março 5, 2016 · Deixe um comentário

Eu e a morte (ou: Como vim a me tornar Rafael)

Turim, outono de 1888. Nietzsche termina de escrever as raias da loucura Ecce Hommo, que além de sua autobiografia, são também as palavras de Pôncio Pilatos dirigidas ao Cristo pouco … Continuar lendo

março 1, 2016 · Deixe um comentário

O chão, a luz, o retorno e o alimento do coração.

Se você tem coração, já deve ter sentido uma coisa querendo sair do peito. Mas ter coração é raro, a maioria não tem porque precisa pagar a hipoteca da casa, … Continuar lendo

fevereiro 25, 2016 · Deixe um comentário

Perdemos a capacidade de amar

Onde foi parar a nossa capacidade de amar? Minha inclusive. É isso que venho me perguntando faz um bom tempo e com cada vez mais frequência. Eu não consigo compreender … Continuar lendo

abril 2, 2015 · Deixe um comentário

Minha ida ao médico

Eu era um homem doente. Sei que a minoria que já leu Dostoieviski vai relacionar isso com o começo de um de seus livros, mas é uma minoria tão minoria … Continuar lendo

novembro 20, 2014 · Deixe um comentário