Essa Porra de Vida

Fodeu José?

download (1)

Então um dia você acorda e não entende direito

o ar pesado, a mão fria, os olhos molhados.

Tudo está meio errado, assim descosturado

com veias abertas, braços rasgados, peito cansado.

Que merda está acontecendo?, você se pergunta.

Onde errei, o que não entendi, porque me fodi?

 

Não há resposta alguma que você consiga acessar.

Há apenas coisa alguma, um algo

pesado, insaciável, talvez um pecado.

 

E o agora, o amanhã, aquilo que virá?

Como faremos, eu, você, todos nós…

?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado às janeiro 19, 2014 por em poesia e marcado , , .
%d blogueiros gostam disto: